segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Regional Nordeste 3 - EBC: Eis a ciranda do segundo módulo da quarta turma!



Como se fora brincadeira de roda, memória
Jogo do trabalho na dança das mãos, macias
O suor dos corpos na canção da vida, história
O suor da vida no calor de irmãos, magia...

Eis que surgem catequistas das diversas (arqui)dioceses desse nosso Regional Nordeste 3 para compor mais uma vez uma ciranda que iniciou no dia 19 e terminou dia 25 de fevereiro. A sede é a mesma: continuar a formação proporcionada pela Escola Bíblico-Catequética, agora com a quarta turma no segundo módulo. Seguimos juntos nessa grande roda  repleta de HISTÓRIA,  com uma BELEZA incomum,  uma MAGIA que encanta porque vem do Criador, uma MACIA e delicada arte de partilhar e  cheios de MEMÓRIA daquilo que aprendemos no primeiro módulo. Partimos rumo ao desvelar do MISTÉRIO que é anunciar e vivenciar e o Cristo em nosso meio.

É ímpar a oportunidade dialógica de aprender. E neste módulo a nossa ciranda de aprendizagem foi composta por outros integrantes. Alguns alunos novos nos ajudaram a compor a melodia e os nossos assessores nos ajudaram a construir outras estrofes no nosso saber. Pe. Marcos Alcântara (Ilhéus/Ba), ampliou ainda mais o nosso repertório, convidando-nos a conhecer mais a Palavra de Deus: Livros Históricos, Proféticos e Sapienciais. Quantas descobertas surgiram e ao mesmo tempo em que éramos saciados, uma nova sede se apresentava diante da necessidade de conhecer mais para melhor servir.
                                                                                                        
É preciso também conhecer a nossa história, a história da catequese, que hoje é composta por nós, mas começou há muito tempo com o Catecumenato. É preciso conhecer o ontem para compreender o hoje e traçar o amanhã. Assim a nossa história foi apresentada por Thiago Gordiano (catequista de Conceição do Coité/Ba) e o Seminarista Carlos Henrique (Aracaju/Se).  Foi um momento de esclarecimentos, de descobertas e saberes de uma história cujos responsáveis pela construção somos nós, hoje!

A Iniciação à Vida Cristã foi o tema trazido por Pe. Anderlan Fernandes (Aracaju/Se). Em seu itinerário, o sacerdote falou da importância do tema e de como trabalhar uma catequese vivencial. Os ritos foram fazendo parte da disciplina que foi para a turma uma verdadeira celebração. Aos poucos, a aproximação com o RICA (Ritual de Iniciação de Vida Cristã de Adultos) fez com que todos percebessem o quão rica é a nossa Igreja e o quão importante é fazer o resgate do Catecumenato, resignificando-o. Este momento foi também uma oportunidade de esclarecermos como os sacramentos foram se organizando ao longo da história e como devemos percebê-los atualmente.

E a ciranda continuava viva, nossa cantiga ecoou e trouxe mais alguém para a roda. O Nordeste ficou pequeno, chegamos até Goiás. De lá, a catequista Fabíola abrilhantou nossa escola revelando seu jeito de contar e encantar histórias. Arte e catequese formam uma combinação verdadeiramente encantadora. Também de Goiás, acolhemos o Pe. Leandro Francisco Pagnussat, que veio revelar-nos  o que é uma Catequese Evangelizadora. Sua rica experiência mostra como é possível mudar de rota e fortalecer a catequese em estilo catecumenal.

Sete dias de intenso aprendizado que foi preparado com muito carinho e competência por uma coordenação e por assessores verdadeiramente comprometidos com a evangelização. Uma ciranda viva, colorida, cheia saberes, de sabores e de significados, cheia de desejos e sonhos.  Depois deste segundo módulo percebeu-se o quanto é possível expandir, crescer, diversificar, experenciar.

O caminho nem sempre é o mesmo e nem sempre nos leva aos mesmos lugares, uma mudança de rota muitas vezes se faz necessária. Tem sido assim. Queremos uma catequese viva, existencial, precisamos retomar as bases, resignificar os rumos. Fim de cantiga, é hora de calçarmos as sandálias,  pois a ciranda – por hora  - se desfaz. Voltemos às nossas comunidades nesse chão diversificado do Regional Nordeste 3. E que estes saberes sejam partilhados!

Vai o bicho homem fruto da semente, memória
Renascer da própria força, própria luz e fé, memória
Entender que tudo é nosso, sempre esteve em nós, história
Somos a semente, ato, mente e voz, magia...
Redescobrir – Gonzaguinha

Clécia Ribeiro

Catequista e aluna da EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS