terça-feira, 16 de abril de 2013

Assembleia Geral



Acontece, em Aparecida, SP, a 51ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de 10 a 19 de abril de 2013, com a presença de mais de 300 arcebispos e bispos de todo o Brasil. A preocupação principal é voltada para a pastoral, com especial destaque, o dinamismo das nossas arquidioceses e dioceses.

O tema central, fundamentado nos imperativos e pedidos do Documento de Aparecida, é a “Comunidade de Comunidades, uma nova Paróquia”. Foi apresentado um texto, com mais de 70 páginas, preparado por uma equipe de trabalho, para que fosse lido, refletido, avaliado, com apresentação de intervenções e discussão em grupos.

Sentimos que nosso exercício pastoral precisa ser mais dinâmico, mais atuante e acolhedor. Para isto é fundamental a superação de uma realidade apenas de conservação e manutenção de estruturas que, nas realidades atuais, não ajudam mais. A mudança rápida da história e da cultura provoca a pastoral da Igreja no sentido de ser mais pertinente na sua missão de evangelizar.

Foi muito positiva a análise de conjuntura apresentada, tendo como ponto de partida o censo demográfico de 2010, mostrando a situação da religião dos últimos tempos no Brasil. Torna-se preocupante para as Igrejas tradicionais o constante crescimento das seitas, criando inclusive uma insegurança de fé na vida de muita gente, especialmente daqueles de pouca formação cristã.

Outros dois assuntos ganharam grande destaque no transcurso da Assembleia. Um deles é sobre a área da comunicação na Igreja do Brasil. O outro trata da questão agrária no século XXI em nosso país. Ambos foram colocados à apreciação dos bispos, com reflexões e apresentação de significativas sugestões de melhoria nos textos.

Esta Assembleia é órgão maior da CNBB. Ela constitui uma expressão muito forte de unidade no episcopado. É momento de convivência, de troca de experiências e de fortalecimento no caminho pastoral. Na verdade cria, em todo o Brasil, uma linguagem comum, porque as preocupações passam a fazer parte da vida de cada bispo. Isto ajuda, inclusive, nas ajudas mútuas. 

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS