sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

29. Recursos de variados campos


Nosso Diretório Nacional de Catequese Geral lembra fontes importantes de material pedagógico, quando diz: “Na comunicação há muito a aprender com o que o mundo vem descobrindo. Um catequista que gosta de aprender, também fora do âmbito da Igreja, será mais criativo e terá mais recursos para dar conta da sua missão” DNC 151  Isso não significa, é claro, que vamos assimilar tudo que o mundo secular apresenta. Há muita mensagem negativa à nossa volta. Um bom discernimento é sempre indispensável para que haja fidelidade ao evangelho, à nossa identidade católica de fé. Mas o Diretório quer dizer, por exemplo, que um olhar atento ao tipo de comunicação que nos vem de certos poetas, de algumas cenas do cinema, de canções populares capazes de trazer boa reflexão pode tornar a catequese mais interessante e comunicativa.

Descubro muitos recursos desse tipo conversando com minha neta. Ela gosta de ficar deitada na cama comigo vendo filmes na televisão e vive fazendo perguntas e observações filosóficas a respeito de tudo que vê. Um de seus filmes prediletos é O Rei Leão II – o Reino de Simba. Ele mostra dois grupos opostos, divididos, inimigos: de um lado Simba e do outro lado os “exilados” que haviam sido expulsos depois de uma conspiração. Bem no meio dessa guerra, a jovem leoa Kiara, filha de Simba, se apaixona por Kovu, que é o herdeiro do outro lado. O romance dos dois vai acabar levando a uma grande reconciliação, na hora em que os dois grupos se preparam para uma batalha. Eles se olham e descobrem que são o mesmo povo e que não vale a pena brigar.  Ao destacar a importância da união do grupo para vencer as dificuldades da vida, uma canção proclama: Somos mais do que mil, somos UM!   

Minha neta quis conversar sobre o que significa ser UM e como isso poderia valer mais do que ser mil. Foi uma conversa interessante, com idéias que nós duas aplicamos a várias situações da vida: o que acontece quando todos são UM numa família, num local de trabalho, numa comunidade, na escola... e chegamos até a imaginar como ficaria o planeta se todos os povos fossem UM, bem dentro do espírito dessa mensagem. Minha neta percebeu logo que ser UM não era serem todos iguais, cópias uns dos outros, sempre de acordo. Haveria um grande prejuízo se cada um perdesse sua identidade. A soma virava UM não porque eram iguais mas porque trabalhavam juntos pelo mesmo objetivo, criando um conjunto invencível. 

A partir daí, uma boa catequese poderia trabalhar a espiritualidade da construção da unidade na diversidade, que iria abranger muitos campos, inclusive a família, a pastoral de conjunto da própria comunidade e a necessidade de cristãos de Igrejas diferentes se tratarem como parceiros na construção de um mundo voltado para os valores do Reino que Jesus anunciou.  Poderíamos usar também citações de poetas e cientistas, provérbios que explicitam a idéia de que a união faz a força e que a divisão enfraquece. Adolescentes podem lembrar como essa parceria acontece em filmes de tipo “Jornada nas Estrelas”, onde temos uma equipe formada até por seres de diferentes planetas, unidos por um ideal comum.

Para nós, é claro, há um testemunho bem mais importante, que é o do próprio Jesus pedindo que os seus discípulos sejam UM para que o mundo creia. Paulo também quer ver a Igreja como um corpo, com partes em harmonia. É por isso também que vários documentos da nossa Igreja alertam para o fato de que a divisão dos cristãos prejudica a causa da evangelização. 

A catequese precisa ensinar isso. Assim, por exemplo,  nas escolas, em vez do bullying que atormenta e cria infelicidade, teríamos o companheirismo que destaca e multiplica talentos. Cristãos seriam preparados para a valorização dos sinais de unidade que já existem entre as Igrejas e para a busca de uma unidade maior no futuro. Sendo UM, fica mais fácil multiplicar forças.

O filme que minha neta apreciou tanto pode ser um bom material catequético para crianças e adultos. Com ela eu também tenho descoberto como é bom nós duas sermos UMA, aprendendo e filosofando juntas.

Therezinha Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS