segunda-feira, 8 de outubro de 2012

GUADIUM ET SPES HOJE E CATEQUESE


1. A novidade de Gaudium et Spes. Paulo VI afirmava que ‘a Constituição Gaudium et Spes marca o encontro da Igreja com o mundo atual, assinala o ponto de encontro entre Cristo e o homem moderno, leva de novo a Igreja ao meio da vida contemporânea, mas não para dominar a sociedade, e sim para iluminá-la e sustentá-la. A primeira parte deste documento tem um cunho mais doutrinário, na qual prevalecem os temas antropológico, culturais e eclesiológicos. A segunda parte é essencialmente pastoral, centrada nos grandes problemas do mundo atual: os desafios do matrimônio e da família, a questão demográfica, as injustiças sociais entre as classes e os povos, a comunidade política e a promoção da paz. O documento mostra-se tolerante com relação aos progressos científicos. Gaudium et Spes representa a passagem de uma Igreja mais voltada para si mesma a uma Igreja voltada para o mundo, missionária.

2. Retomar Gaudium et Spes no Ano da Fé. Escreve o Cardeal William Levada, na Nota Pastoral para o Ano da Fé (19-07-2012): “O Ano da Fé quer contribuir para uma conversão renovada ao Senhor Jesus e à redescoberta da fé, para que todos os membros da Igreja sejam testemunhas credíveis e alegres do Senhor ressuscitado no mundo de hoje, capazes de indicar a “porta da fé” a tantas pessoas que estão em busca. Esta “porta” escancara o olhar do homem para Jesus Cristo, presente no nosso meio “todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28, 20). Ele nos mostra como “a arte de viver” se aprende “numa relação profunda com Ele”. “Com o seu amor, Jesus Cristo atrai a Si os homens de cada geração: em todo o tempo, Ele convoca a Igreja confiando-lhe o anúncio do Evangelho, com um mandato que é sempre novo. Por isso, também hoje é necessário um empenho eclesial mais convicto a favor duma nova evangelização, para descobrir de novo a alegria de crer e reencontrar o entusiasmo de comunicar a fé”

3. A tarefa da Catequese hoje. É imprescindível renovar a catequese à luz do Concílio, do Sínodo sobre Nova Evangelização e do Ano da Fé, para que, de fato, ela possa somar-se a todos os outros esforços evangelizadores e pastorais, com o objetivo de ajudar cada fiel a vivenciar este processo de encontro pessoal com Jesus Cristo e, portanto, de conversão, crescimento e compromisso, que façam de todos dinâmicos discípulos missionários. A Palavra de Deus, a doutrina da nossa Igreja e a realidade do mundo constituem conteúdo e método para catequese que o mundo de hoje precisa. Não vivemos em outro planeta, mas aqui, na terra. E nossa missão como cristãos é procurar todos os meios possíveis para evangelizar dentro do contexto do mundo contemporâneo. O Ano de Fé visa atingir o núcleo da opção pessoal por Jesus Cristo. A Nova Evangelização reforça este sim pessoal e contextualiza no compromisso com a Comunidade e no engajamento missionário no hoje da história. A Gaudium et Spes nos impulsiona a dialogar com o mundo, a inserirmos nele como fermento para transformá-lo a partir de dentro, de suas raízes, de seus valores, de sua sede de felicidade.

Irmão Nery fsc
nery.israel@lasalle.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS