terça-feira, 15 de maio de 2012

A Colaboração na Catequese


A evolução dos mecanismos de comunicação instantânea favoreceu imensamente não só o consumo de informações e conteúdos na rede, mas também possibilitou o crescimento da colaboração, o chamado peering em inglês. Isso quer dizer que cada pessoa pode dar sua contribuição na rede, fazendo com que o conhecimento seja compartilhado e ao mesmo tempo potencializado. Temos como exemplo a famosa wikipedia (www.wikipedia.org), uma enciclopédia multilíngue livre que em poucos anos tornou-se uma referencia para qualquer assunto. A idéia base é que toda pessoa pode contribuir com o conteúdo e não somente pesquisar. Por exemplo, um especialista em botânica pode compartilhar seus conhecimentos inserindo informações num determinado verbete sobre uma planta específica. Com isso, a quantidade e a qualidade das informações sobre um assunto específico vai não somente aumentar mas melhorar.

Neste sentido, gostaria de falar um pouco sobre a colaboração na catequese. O próprio ato de se ministrar a catequese a um grupo de crianças ou jovens já é compartilhar o conhecimento. Quando um catequista se prepara bem toda semana para oferecer à sua turma de catequese um conteúdo bem embasado, numa linguagem acessível e compreensível, isso é louvável e digno de admiração.

Um aspecto dessa colaboração que pode evoluir é com relação aos grupos de catequistas, as redes sociais e novas mídias podem ajudar muito. Por exemplo, se em sua diocese os catequistas criarem uma rede de partilha de conhecimento, de dinâmicas e metodologias, através do facebook (rede muito popular entre os jovens), isso seria muito útil. A troca de experiências sempre serviu para enriquecer a todos e ao mesmo tempo é uma fonte de incentivo e motivação.

Um bonito exemplo de colaboração na internet com relação a catequese é esse blog catequeseebiblia.blogspot.com.br que com a colaboração de tantas pessoas tem oferecido um ambiente de crescimento e partilha do conhecimento a todos. Certamente em sua diocese e paróquia existem iniciativas bonitas neste sentido. Partilhe conosco nos comentários.

Até a próxima.

Pe. Clovis Andrade de Melo
Assessor de Comunicação da Rede de Informática da Igreja no Brasil (RIIBRA) - CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS