quarta-feira, 2 de novembro de 2011

HOMILIA DE FINADOS

Um texto antigo que escrevi, mas útil para este dia. Rezemos por nossos falecidos!
 

Celebração de Finados

Hoje a Igreja nos convida a orarmos pelos que já partiram. Há três categorias de fiéis: a) os membros da Igreja Triunfante, ou seja, aqueles que já contemplam Deus face a face; b) aqueles que estão sendo purificados, ou seja, ainda não chegaram à santidade que Deus deseja de nós para entrarmos em seu Reino – Igreja Padecente; c) os membros da Igreja Peregrina, ou seja, nós que aqui estamos caminhando nesta vida. Rezamos para que os participantes da Igreja padecente cheguem com a nossa ajuda e pela graça de Deus ao convívio dos santos.

Existe muita confusão sobre a oração pelos mortos. Nós, católicos, acreditamos que a morte não nos priva de uma “comunicação” com os irmãos. Ou seja, podemos rezar pelos que já partiram. Quando fazemos isso, unimo-nos aos falecidos em Deus, amamos os falecidos no amor de Deus, pois toda oração é um gesto de amor; se esta é eficaz para ajudar os vivos, será também útil para dar forças para aqueles que precisam completar o seu caminho. A fundamentação bíblica mais clara a este respeito está em 2Mac 12,38s.: Judas Macabeus percebe que os soldados mortos de seu exército tinham cometido idolatria; diante da prática dos idólatras, o exército fez súplicas para que Deus perdoasse o pecado cometido.

Rezamos pelos mortos para que eles completem o que ainda falta para serem plenos e purificados dos pecados, pois apenas desfrutaremos da glória quando estivermos plenamente convertidos, santificados. O Céu não é um lugar em que se entra, mas a participação do amor de Deus de acordo com a mudança de coração. Quem não muda o coração aqui, terá a mesma dificuldade para fazê-lo depois da morte, antes de participar das alegrias eternas; por isso, é melhor começar aqui. O que chamamos de Purgatório não é um lugar de tormentos, mas uma última oportunidade de conversão para Deus, de total empobrecimento de si, uma graça que Deus nos concede para que sejamos plenos à estatura do Cristo Jesus. A nossa oração dá forças para que os falecidos façam o seu caminho.

Algumas reflexões importantes:

1. O Céu não é somente uma conquista, mas um dom de Deus. Deus deseja que todos participem de sua morada, pois não quer que se perca nenhum dos seus (Jo 6,39). Não podemos acreditar em um Deus que quer a nossa condenação, nem achar que vamos sozinhos, somente pelos nossos esforços, para o céu.

2. Não acreditamos em um mundo totalmente espiritualizado, mas na ressurreição dos mortos. Oficialmente, a Igreja ensina que aguardamos (mesmo aqueles que já veem Deus face a face) o dia da plenitude do Reino definitivo. Então acontecerá a ressurreição dos mortos. Deus nos dará um corpo imperecível e renovará toda a criação. Portanto, este mundo não deve ser desprezado, mas renovado para a glória de Deus. Na morada do Céu seremos nós mesmos, com nossa consciência, e teremos a lembrança de nossa história e das pessoas que conviveram conosco.

3. A vida é efêmera. Presenciamos mortes de idosos, de jovens, mortes previsíveis e repentinas. Não sabemos quando será o fim de nossa vida terrena. Lembrar-se dos que morreram é uma boa oportunidade para pensar sobre a nossa vida. A existência terrena tem consequências eternas. O que cada um de nós está fazendo de sua vida? Estamos preparados para fazer a nossa páscoa (passagem) para a vida totalmente renovada e prometida pelo Senhor?

Vivemos movidos pela esperança da eternidade. Nossa fé vive unida à esperança. Hoje a saudade não deve ser maior do que a certeza da vitória “escrita e gravada com ponteiro de ferro e com chumbo, cravada na rocha para sempre”. Um dia esperamos nos encontrar todos no banquete do Céu. Lembremos de que a Eucaristia já é a antecipação desta vida nova. Aqui começa o que será pleno pelo poder de Deus. O Céu começa em nós, em você.


Pe. Roberto Nentwig

"Basta-te a minha graça, porque é na fraqueza que se revela totalmente a minha força!"

(2Cor 12,9)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS