segunda-feira, 25 de abril de 2011

SUBSÍDIOS PARA O MÊS DA BÍBLIA

Em 2011, o texto proposto para ser aprofundado no estudo bíblico é o livro do Êxodo nos seus capítulos de 15 a 18.
Estamos oferecendo alguns textos motivadores, a publicação do subsídio com os círculos bíblicos, logo mais estará à venda pelas Edições CNBB.

Pensando no planejamento para 2011
O mês da Bíblia dentro da Pastoral de Conjunto

Queremos nossas comunidades animadas num trabalho bem planejado. Sabemos que a Bíblia, além de ser “o livro da catequese por excelência”, é também fonte de inspiração para o trabalho da Igreja em todas as áreas. Há bastante tempo nos acostumamos com o mês da Bíblia, em setembro. É importante ter uma atividade assim, aprofundando a cada ano algo da mensagem bíblica. Muitos frutos preciosos vêm sendo colhidos, ao longo do tempo, com esse trabalho que nos dá oportunidade de mergulhar no texto bíblico e fazer crescer tanto o amor à Palavra de Deus como um conhecimento mais atualizado de sua interpretação.

A Bíblia não é só livro de estudo, é fonte de oração, de questionamento, de amadurecimento do povo de Deus, de transformação de vida. Quando uma comunidade realmente alimenta sua intimidade com a Bíblia, mudanças muito significativas acontecem, não só na catequese e na vivência da oração e da liturgia, mas em todos os aspectos da vida cristã. Por isso é importante que essa atividade não fique separada das outras, que se ligue ao que a Igreja faz, em todas as suas áreas e que se relacione com o que será refletido em outros projetos durante o ano. Pastoral de conjunto não é apenas uma técnica a ser considerada no planejamento, é um jeito de ser Igreja que de fato nos ajuda a ser visível comunidade de irmãos e discípulos.

Tema e lema para 2011

Em 2011, o texto proposto para ser aprofundado no estudo bíblico é o livro do Êxodo nos seus capítulos de 15 a 18. Ali encontramos episódios muito significativos da caminhada do povo pelo deserto:

- Cântico de Moisés e Miriam (lembrando a necessidade de celebrar o que vivemos)

- água amarga que se torna doce, um lugar com doze fontes (Ex 15) e água que brota do rochedo (Ex 17)

- reclamações do povo diante das dificuldades encontradas no deserto

- alimento fornecido por Deus (codornizes e maná) para ser consumido com responsabilidade, sem acumulação

- destaque para o sábado como dia de pausa nas atividades (não se colhe maná nesse dia)

- uma batalha em que a vitória acontece porque Moisés, que anima o povo, tem suas mãos sustentadas por Aarão e Hur (Ex 17)

- Jetro ensinando Moisés a partilhar a liderança, formando equipes (Ex 18)

Além disso, a caminhada pelo deserto, no seu conjunto, é um símbolo potente da construção da identidade do povo, que se vai moldando ao regulamento da Aliança.

Considerando esse panorama, foram escolhidos o tema e o lema do nosso próximo mês da Bíblia:

Tema: Travessia: passo a passo o caminho se faz

Lema: Aproximai-vos do Senhor (Ex 16,9)

O tema do mês da Bíblia dentro da reflexão sobre iniciação à vida cristã

Se estamos querendo de fato uma Pastoral de Conjunto, não podemos tratar o mês da Bíblia como algo isolado. No momento, estamos refletindo muito, em todas as áreas da Igreja, sobre a necessidade de uma boa iniciação à vida cristã , nesse nosso novo tempo caracterizado como “mudança de época”. Então, é dentro desse panorama que vamos inserir o mês da Bíblia.

Iniciação tem a ver com formação de uma identidade, vivida como experiência transformadora de compromisso com um projeto de Deus que atinge por inteiro a vida da pessoa. A caminhada do povo de Deus pelo deserto tem função bem semelhante: é um caminho, que se faz passo a passo (como se vê no enunciado do tema do mês da Bíblia) , na direção da formação de um povo com consciência da importância da missão que lhe foi dada por Deus. As leis que vão orientar o povo são dadas nesse caminho e vão formar uma identidade religiosa capaz de enfrentar muitos desafios; até as dificuldades que o povo encontra nesse processo podem servir como ponto de reflexão sobre a caminhada de quem quiser hoje se tornar cristão, discípulo verdadeiro de Jesus.

Travessia – outra palavra que aparece no tema – significa passagem de uma situação a outra, algo que se relaciona muito bem com a tão falada “mudança de época” , contemplada em nossa reflexão sobre iniciação á vida cristã.

O mês da Bíblia e a Campanha da Fraternidade de 2011

Nossa Campanha da Fraternidade de 2011 vai alertar sobre aquecimento global e uso predatório dos recursos do planeta. O texto do mês da Bíblia mostra o povo no deserto, precisando do essencial (não do supérfluo). Esse essencial está bem representado na necessidade de água e de comida. Uma água amarga se torna potável e parece que nós hoje estamos fazendo o contrário, tornando a água imprópria para consumo. O maná é o alimento essencial suficiente. Pode ser visto como símbolo dos recursos naturais que Deus nos deu no planeta para a sustentação da vida. Mas não pode ser desperdiçado nem acumulado. Não seria isso uma boa continuação da reflexão feita na Campanha da Fraternidade? O povo no deserto caminha com a promessa de uma terra onde mana leite e mel ( um lugar bom para se viver). E nós, para onde caminhamos se não aprendermos a cuidar bem do planeta?

Vida em comunidade e Pastoral de Conjunto

O próprio método de desenvolvimento do mês da Bíblia deve refletir nosso desejo de ser comunidade em unidade, propiciando a participação de grupos variados , a partir de um bom processo de planejamento. Mas, mesmo dentro do tema, temos oportunidade de refletir sobre a importância do trabalho conjunto. O povo ganha uma batalha porque seu líder – Moisés – além de estar intimamente ligado a sua gente, é sustentado por dois companheiros. Depois Jetro vai ensinar a Moisés como é bom dividir tarefas para envolver mais gente e não sobrecarregar ninguém. Que tal partir daí para incentivar ainda mais o planejamento participativo que leva à Pastoral de Conjunto? É bom lembrar também que nossos bispos, na sua 49ª Assembléia Geral, produzirão novas Diretrizes Gerais para a nossa ação pastoral. O mês da Bíblia vai ser desenvolvido dentro do clima global dessas orientações.

Resumindo: o caminho se faz com um passo ligado aos outros

Contamos com vocês, catequistas e todos os outros agentes de pastoral, para dar ao trabalho proposto para 2011 uma unidade que nos faça perceber um caminho coerente de crescimento na fé, na oração, no conhecimento da Bíblia, no diálogo com os que podem construir conosco um mundo melhor, na ação em favor do nosso povo, na partilha de talentos, no relacionamento comunitário. O mês da Bíblia é um tijolo valioso dentro dessa construção.



2 comentários:

  1. quantos livros tem a biblia, e quais sao?

    ResponderExcluir
  2. Estamos postando um artigo sobre o assunto nesta data. Grande abraço!

    ResponderExcluir

Querido leitor, caso não tenha uma conta google escolha a opção anônimo e deixe seu nome no final do comentário.

Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS