terça-feira, 8 de março de 2011

D. Eugênio Roxen fala sobre o 5º Seminário de Catequese junto a pessoa com deficiência

A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética da CNBB procura dar uma formação catequética para todas as pessoas, sem distinção, inclusive às pessoas com deficiência. Foi pensando nisso que a Comissão está promovendo o 5º Seminário Nacional de Catequese Junto à Pessoa com Deficiência.

O evento acontecerá em São Paulo, de 25 a 27 de março, no Centro de Pastoral Santa Fé, com o tema: A Igreja e a Pessoa com Deficiência.
O presidente da Comissão, dom Eugênio Rixen falou um pouco dessa formação catequética e convida a todos a participar desse importante seminário.


sábado, 5 de março de 2011

A INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

Entrevista com Ir. Zélia Maria Batista

Com o tema “A Iniciação à Vida Cristã” e o lema: “Ora, como invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele que não ouviram? E como ouvirão, se ninguém o proclamar? E como o proclamarão se não houver enviados” (Rm 10, 14-15), a Arquidiocese de Ribeirão Preto promove nos dias 05 a 08 e março, um Encontro de Formação para Catequistas. O encontro contará com a presença de Ir. Zélia Maria Batista, CF. Ir. Zélia Maria Batista, CF, é religiosa da Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas, formada em Comunicação Social pela UFPR, especialista em Pedagogia Catequética pela PUC-GO. Assessora da Comissão para Animação Bíblico-Catequética da CNBB. Conheça mais sobre a realidade da Catequese no Brasil na entrevista com a Ir. Zélia.


Igreja-Hoje – Qual a sua função enquanto assessora da Catequese da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética?

Ir. ZÉLIA – O serviço de assessoria consiste em acompanhar, animar e dinamizar as ações catequéticas nos 17 regionais da CNBB, para isso a Comissão conta com os grupos de reflexão: GRECAT – Grupo de Reflexão Catequética Nacional; GREBIN – Grupo de Reflexão Bíblica Nacional. Esses grupos contribuem na reflexão, produção de subsídios e assessorias.

IH – Quais as principais preocupações sentidas pelos catequistas hoje?

Ir. ZÉLIA – Acredito que é a FORMAÇÃO. A maioria dos/as catequistas busca aprofundamento e muitas vezes não tem o devido apoio das suas paróquias e dioceses. É necessário que nossas comunidades priorizem a FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS dispondo de recursos para isso.

IH – Como o tema da “Iniciação à vida cristã” pode inspirar a prática de uma catequese missionária?

Ir. ZÉLIA – A iniciação à Vida Cristã é uma proposta para toda a Igreja e não se restringe somente a catequese. Para isso necessita ser ampliada a própria concepção de catequese, que ficou por muito tempo como algo destinado às crianças e a mera preparação aos sacramentos. A Iniciação à Vida Cristã resgata a essência da catequese que é fazer ECOAR a PALAVRA DE DEUS, formar adultos na fé, discípulos missionários, agentes de transformação na sociedade. É uma catequese que não se limita as quatro paredes de uma sala, mas vai ao encontro do Outro, dos esquecidos, dos excluídos, é missionária, chega ao coração do mundo onde pulsa a vida, muitas vezes ameaçada.

IH – Como a catequese pode contribuir para a evangelização dos jovens e seu engajamento nos trabalhos paroquiais, já que muitas vezes eles deixam a Igreja, principalmente após o sacramento da crisma?

Ir. ZÉLIA – A catequese que somente prepara para receber os sacramentos não é capaz de formar discípulos missionários engajados na comunidade e comprometidos com o Reino. Por isso a proposta da Iniciação à Vida Cristã apresenta um itinerário de inspiração catecumenal, gradual e permanente possibilitando aos candidatos ou catequizandos uma experiência de ENCONTRO com Jesus Cristo. Resgata-se a dimensão vivencial-litúrgica-bíblica da catequese ao propor um itinerário processual capaz de configurar a identidade cristã. É a experiência do ENCONTRO com uma pessoa, a pessoa de JESUS CRISTO, mencionado no Documento de Aparecida 12: “não se começa a ser cristão por uma decisão ética ou uma grande ideia, mas pelo encontro com um acontecimento, com uma Pessoa, que dá um novo horizonte à vida e, com isso, uma orientação decisiva”.

IH – Como podemos valorizar o trabalho de evangelização dos catequistas?

Ir. ZÉLIA – Não vivemos mais na cristandade. As pessoas necessitam ser evangelizadas, portanto, toda ação da Igreja é evangelizadora. A catequese é evangelizadora, não podemos mais supor que mesmo os assíduos frequentadores de nossas Igrejas, estejam evangelizados. Por isso a necessidade de valorizar e investir na formação de catequistas evangelizadores.

IH – Quais seriam os pré-requisitos para ser um catequista inserido na proposta da Missão Continental e do Documento de Aparecida?

Ir. ZÉLIA – Primeiramente uma pessoa VOCACIONADA, chamada por Deus. Ser catequista não é nenhum privilégio, é DOM, é responder ao CHAMADO DO MESTRE, para entrar na sua ESCOLA e aprender a ser discípula/o no dia-a-dia, na escuta da Palavra, no testemunho, no jeito de ser e viver de Jesus. O catequista vocacionado torna-se ENCANTADO e APAIXONADO pela missão, por isso tudo o que desenvolve deixa transparecer o seu próprio SER, deixa as marcas do amor de Deus nos seus catequizandos e na comunidade. É a partir dessa experiência fundante que pode ser proposta ao catequista uma formação permanente. Portanto o catequista precisa ser evangelizado, mesmo que já tenha recebido os sacramentos da iniciação, pode ser que ainda não tenha feito uma experiência profunda de encontro com Jesus, sua Palavra e seus ensinamentos. São muitos os pré-requisitos mais acredito que esse seja o fundamental, para todo catequista.

Boletim Informativo da Arquidiocese de Ribeirão Preto
Igreja-Hoje – Março Ano 2011 – N. 225

quinta-feira, 3 de março de 2011

ENTREVISTA DE IR. ZELIA SOBRE A CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011


Entrevista de Ir. Zélia Maria Batista CF, assessora de catequese da Comissão Episcopal Pastoral para Animação Bíblico Catequética da CNBB, concedida ao jornalista Alberto Meneguzzi da Rádio São Francisco Sat de Caxias do Sul - RS.
Loading...

Cadastre seu email e receba nossas novidades:

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

MAPA DE VISITAS